teste.jpg

Mariana registra quatro mortes por Covid-19 em 24 horas

Atualizado: Mar 17

Dos óbitos registrados, apenas um paciente estava em leito de UTI. Os demais aguardavam por vagas


O hospital Santa Casa é referência para os atendimentos na microrregião de Ouro Preto | Eduardo Trópia

Em torno de 24 horas, Mariana registrou quatro mortes por Covid-19, totalizando 46 óbitos no município. Das quatro mortes registradas, apenas um paciente estava internado na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) da Santa Casa da Misericórdia, em Ouro Preto. As demais, aguardavam por vagas.


Segundo as notas publicadas pela prefeitura de Mariana, em suas redes sociais, um paciente de 46 anos estava internado no hospital Monsenhor Horta, outro, de 60 anos, estava internado na Unidade de Pronto Atendimento do município. O terceiro paciente, que morreu na manhã deste domingo, de 62 anos, estava internado no hospital de campanha de Ouro Preto.



“Hoje, estamos com 17 pacientes internados no leitos Covid, sendo que 3 estão na UTI, em Ouro Preto, e 4 aguardam vagas para serem transferidos”.


Entre as vítimas do coronavírus registradas nesse período, está Juarez Missias Afonso, conhecido, popularmente, como Jota Missias, um comunicador na região dos Inconfidentes. Jota estava internado na policlínica central de Mariana, e na última quinta-feira, 11, foi transferido para o hospital de campanha de Ouro Preto, onde aguardava vaga na UTI.


Família, amigos e veículos de comunicação utilizaram suas redes sociais para lamentar a morte do marianense. “Com imensa tristeza, comunicamos o falecimento do jornalista e radialista. Jota, como carinhosamente era conhecido, exerceu com maestria e inovação o formato propositivo de se comunicar. Com vários bordões e sempre levando o esporte para toda a população dos inconfidentes. Missias tinha 33 anos de rádio e 18 anos de TV”, publicou o Portal News Itabirito, em sua página do facebook.


Jota era funcionário da prefeitura de Mariana, locado no departamento de comunicação e cerimonial, setor responsável pela cobertura jornalística e realização de eventos. Por ter mais de 60 anos e ser portador de doenças crônicas, Juarez era considerado como uma pessoa do grupo de risco, portanto, deveria estar em isolamento domiciliar, conforme determina o Decreto Municipal nº 10.030, de 16 de março de 2020. Entretanto, segundo familiares, ele estava trabalhando.


Diante disso, entramos em contato com a prefeitura, solicitando um posicionamento sobre os motivos pelos quais o servidos estava em exercício, mas até a publicação da matéria não tivemos retorno.


LEITOS DE UTI - Na última sexta-feira, 12, a prefeitura de Mariana comunicou que foram implantados mais 3 leitos de UTI na Santa Casa da Misericórdia para atender pacientes com Covid-19 das cidades de Mariana, Ouro Preto e Itabirito. Desse modo, as cidades da microrregião contam com 13 leitos de UTI.


Mesmo assim, até hoje, domingo, 4 pacientes aguardam por vagas na UTI, segundo um vídeo publicado pelo prefeito interino, Juliano Duarte. “Hoje, estamos com 17 pacientes internados no leitos Covid, sendo que 3 estão na UTI, em Ouro Preto, e 4 aguardam vagas para serem transferidos”, disse.


De acordo com Juliano, estão previstos mais leitos de Unidade de Tratamento Intensivo. “No prazo de 10 a 20 dias, teremos mais 7 leitos para atender pacientes com Covid-19. Vamos totalizar, então, 20 leitos para atender as cidades da microrregião”, informou.


ONDA ROXA - Na semana passada, a prefeitura publicou um decreto com medidas mais restritivas para conter o avanço da Covid-19 e evitar que a cidade pudesse chegar à onda roxa no Plano Minas Consciente. Mesmo com as determinações impostas pela prefeitura, como o toque de recolher entre às 20h e 5h, muitas pessoas não estavam respeitando-as.


É por esse motivo, segundo Juliano, que, a partir de terça-feira, 16, Mariana irá migrar para a roxa. O decreto será publicado amanhã, segunda-feira, com novas determinações, como a proibição de circulação de pessoas sem o uso de máscara de proteção, em qualquer espaço público ou de uso coletivo, ainda que privado e a proibição de circulação de pessoas com sintomas gripais, exceto para a realização ou acompanhamento de consultas ou realização de exames médico-hospitalares.


Além disso, na onda roxa apenas os serviços considerados essenciais podem funcionar, sendo:


  • Setor de alimentos (excluídos bares e restaurantes, que só podem via delivery);

  • Serviços de saúde (atendimento, indústrias, veterinárias e etc);

  • Bancos;

  • Transporte Público (deslocamento para atividades essenciais);

  • Energia, gás, petróleo, combustíveis e derivados;

  • Manutenção de equipamentos e veículos;

  • Construção civil;

  • Indústrias (apenas da cadeia de atividades essenciais);

  • Lavanderias;

  • Serviços de TI, dados, imprensa e comunicação;

  • Serviços de interesse público (água, esgoto, funerário, correios e etc).

Criado a partir do desejo de colocar em prática um fazer jornalístico verdadeiro, o Ângulo é um portal de notícias focado na região de Mariana, Ouro Preto e Itabirito. A história do veículo de comunicação se mescla com os anseios e missões de sua fundadora, que busca trazer novos ares para a mídia na cidade.

Aqui a missão é ser referência em notícia e se mostrar como um portal moderno, com visões amplas dos mais diversos lados das histórias e sujeitos.

  • Branca Ícone Instagram

© 2020 por Mariana Viana