teste.jpg
  • Eliene

Vacina específica para variante Ômicron é testada pela Pfizer e BioNTech

Estudo clínico é realizado para avaliar segurança e resposta imune


A Pfizer e a BioNTech têm capacidade de produzir 4 bilhões de doses em 2022 | Divulgação

A Pfizer e a BioNTech anunciaram, nessa terça-feira, 25, que iniciaram um estudo clínico para avaliar a segurança e resposta imune de uma versão da vacina específica para a variante Ômicron. Os testes serão realizados com adultos saudáveis de idades entre 18 e 55 anos nos Estados Unidos e na África do Sul.




** continua depois da publicidade **



A expectativa das farmacêuticas é de que os resultados iniciais sejam divulgados na primeira metade deste ano. As duas companhias afirmam que têm capacidade de produzir 4 bilhões de doses em 2022, o que não deve mudar caso o profilático adaptado seja necessário.


A pesquisa será conduzida por meio de três grupos de voluntários. Um deles deve contar com até 615 pessoas que receberam duas doses do imunizante existente entre três e seis meses antes do estudo. O segundo terá até 600 indivíduos que tomaram três injeções. Outras cerca de 205 pessoas que não foram vacinadas vão compor o terceiro grupo.




** continua depois da publicidade **



Apesar disso, as fabricantes esclarecem que a vacina atual ainda oferece "alto nível de proteção" contra a Ômicron, particularmente na prevenção de casos graves e internação.