teste.jpg

Após ser eleito como presidente da Câmara, Juliano Duarte assume prefeitura de Mariana

Atualizado: Jan 4

O vereador assume, interinamente, o cargo de executivo até decisão final do Tribunal Superior Eleitoral (TSE)



Juliano assume o quarto mandato consecutivo, sendo, por três vezes, o vereador mais votado | Pedro Ferreira

Na tarde desta sexta-feira, 1º, 15 vereadores de Mariana foram empossados para exercerem o mandato entre 2021 e 2024. Durante a mesma sessão, aconteceu a eleição da Mesa Diretora para o biênio 2021-2022. Foram apresentadas duas chapas. A chapa 1 foi composta por Juliano Duarte, como presidente, Ronaldo Bento, como vice-presidente, Pedrinho Salete, como 1º secretário, e João Bosco Ibrahim, como 2º secretário. A chapa 2 foi formada por Marcelo Macedo, como presidente, Zezinho Salete, vice-presidente, Ricardo Miranda, como 1º secretário, e Preto do Mercado, como 2º secretário.


Com a maioria dos votos, 11, a chapa 1 foi a escolhida. Para o presidente, Juliano Duarte, o momento representou um sonho realizado. “Agradeço a todos que permitiram que esse dia chegasse. Sempre tive vontade de ser presidente na Câmara, por causa do meu avô e do meu pai, que também foram presidentes. Tentei por muitas vezes, mas sem sucesso. A eleição de Câmara é a mais difícil de todas. Tive a honra de compor a mesa como vice-presidente e secretário, e hoje a minha vez chegou”, disse emocionado durante o seu discurso.


Mesmo sendo Juliano o presidente da chapa 1, os trabalhos não serão conduzidos por ele. Isso, porque o vereador assumirá, interinamente, o cargo de prefeito, conforme consta no artigo 89, parágrafo 6º, da Lei Orgânica Municipal, até a decisão final do Tribunal Superior Eleitoral, que decidirá sobre a situação de Celso Cota, eleito nas urnas com 42,61% dos votos. “Nossa cidade não merecia passar por instabilidades políticas, como foi em 2009. O justo seria dar posse ao Newton Godoy e ao Tenente Freitas, segundo colocado nas eleições. O que posso garantir, nesse breve período, é que darei o meu máximo. Não faltará garra e esforço para trabalhar”, afirmou Juliano.


PRESIDÊNCIA DA CÂMARA - Como Juliano Duarte assume, interinamente, o cargo de executivo, a presidência da Câmara foi assumida pelo vice-presidente, Ronaldo Bento. Em seu discurso, o vereador se posicionou em relação ao cenário político que a cidade enfrenta. “Hoje, escrevemos mais uma página na história de Mariana. Essa história poderia ter sido diferente se não fosse as brechas na lei, as formas forçosas como tudo ocorreu aqui, durante as eleições. Que aconteça uma nova eleição ou que seja empossado o segundo colocado. Só queremos que seja feito o melhor por Mariana”, disse.


Ronaldo também destacou a competência de Juliano. “Me sinto tranquilo ao saber que o vereador Juliano é quem estará à frente do executivo, pois ele é uma pessoa de confiança e gabaritada para isso. Acredito que ele possa formar um ótimo time técnico para colocar Mariana no seu lugar de merecimento”, comentou.


SITUAÇÃO DE CELSO - No dia 18 de dezembro, o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) julgou e indeferiu o registro de candidatura de Celso Cota, mantendo a decisão da primeira instância.


Durante o julgamento, a discussão foi baseada, principalmente, no tempo de inelegibilidade de Celso, o que dividiu a opinião dos juízes. Para uns, o tempo de inelegibilidade deve ser considerado a partir da sentença dada. Para outros, é necessário considerar a partir de 2015, pois, em 2012, Celso foi eleito em Mariana e assumiu por quase três anos, tendo assim, exercido seus direitos políticos.



“Nossa cidade não merecia passar por instabilidades políticas, como foi em 2009. O justo seria dar posse ao Newton Godoy e ao Tenente Freitas, segundo colocado nas eleições. O que posso garantir, nesse breve período, é que darei o meu máximo. Não faltará garra e esforço para trabalhar”.


Segundo o advogado de Celso, Dr. Rodrigo Paiva, eles estão recorrendo ao TSE e ao próprio TRE-MG, confiantes de que será possível uma mudança. “Celso está convicto na reforma do julgamento do TRE, uma vez que é explícito o cumprimento da sanção imposta em 2008, de 7 anos de suspensão dos direitos políticos. Seja pelo cálculo apresentado por sua defesa ou pelo cálculo apontado pelo TRE, fato é que os 7 anos já se passaram. Estamos em 2021, e já se passaram 12 anos da imposição da pena. Isso é uma questão de simples dedução matemática. Estamos certos que, em breve, Mariana terá o prefeito legitimamente escolhido pelas urnas”, destacou.


MUDANÇA NA CÂMARA - Com a saída de Juliano Duarte para assumir interinamente a prefeitura de Mariana, sua vaga na Câmara é assumida pelo seu suplente, Tikim Matheus, candidato que teve 455 votos.

Conhecido, principalmente, nas redes sociais pelo bordão “quando falo que dá para fazer, dá”, durante a sua campanha, o vereador defendeu, especialmente, o primeiro emprego para jovens e a inserção das mulheres, chefes de família, no mercado de trabalho. “Estou entrando para trabalhar pelo marianense, por quem precisa. Durante a minha campanha, não teve teatro. Mostrei o que precisava melhorar e vamos trabalhar em projetos que garantam o que a população precisa”, destacou Tikim.


Criado a partir do desejo de colocar em prática um fazer jornalístico verdadeiro, o Ângulo é um portal de notícias focado na região de Mariana, Ouro Preto e Itabirito. A história do veículo de comunicação se mescla com os anseios e missões de sua fundadora, que busca trazer novos ares para a mídia na cidade.

Aqui a missão é ser referência em notícia e se mostrar como um portal moderno, com visões amplas dos mais diversos lados das histórias e sujeitos.

  • Branca Ícone Instagram

© 2020 por Mariana Viana