Eleições 2020: entrevista com Newton Godoy e Tenente Freitas, candidatos a prefeito de Mariana

Saúde, educação, mobilidade urbana e moradia, esses são alguns dos temas abordados com os candidatos ao cargo do executivo


Newton Godoy, atual vice-prefeito, e Tenente Freitas, vereador da cidade, se unem pela primeira vez | Divulgação

Newton Godoy nasceu e foi criado em Mariana. Engenheiro Civil, formado pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), possui 42 anos de vida pública. Em 1977 fez concurso na prefeitura de Mariana, onde começou a trabalhar como estagiário e em pouco tempo - em função do seu empenho e capacidade – tornou-se peça fundamental no setor. Em 1979 quando se formou, saiu da prefeitura e, em 1980 fundou a empresa MARCEL, primeira empresa de engenharia de Mariana, tendo como sócio o Jornalista e Prof. da UFOP, Luiz Fernando Loureiro.

Em 1983, quando o sócio Luiz Fernando Loureiro precisou se dedicar a carreira acadêmica, Newton também foi convidado a seguir carreira acadêmica, mas preferiu trilhar outro caminho e então encerram as atividades da empresa MARCEL. Logo em seguida Newton é convidado para por João Ramos para ser o primeiro Diretor de Obras no município de Mariana, com autonomia total e poder de decisão dentro das atribuições da pasta. Dentro dessas decisões e projetos, Newton idealizou e geriu as principais obras estruturais do município, entre elas: construção do terminal turístico no centro da cidade, reforma do Fórum, construção do atual prédio da prefeitura, construção da Rodoviária, construção do Ginásio Poliesportivo. Além disso, participou da construção de bairros, entre eles: Vila Sapo, Rosário, Santo Antônio, São Sebastião, Cabanas, Vila Maquiné e Cruzeiro do Sul. Esteve também a frente da construção de escolas rurais em Santa Rita e Maynard, além de muitas obras de asfaltamento, como a ligação com Cachoeira do Brumado, preservado até hoje.


Um grande feito foi também a construção de 2.200 casas populares e luz elétrica para quase todos os distritos de Mariana à época. Newton sempre se preocupou com o desenvolvimento do lazer e do esporte, construindo diversos campos de futebol e quadras poliesportivas, incluindo o antigo Ginásio Poliesportivo, o Campo Municipal (onde hoje é o CEMPA) e quadras de esporte em várias escolas.

Em 1996, foi escolhido como o candidato a prefeito do grupo político do ex-prefeito João Ramos Filho. Por divergências políticas a chapa foi derrotada por míseros 26 votos pelo ex-prefeito Cássio Brigolini Neme, representante do grupo político conhecido como "direita", antagônico ao Grupo político do ex-prefeito João Ramos Filho. Depois da eleição de 1996, Newton se desligou do serviço público e mudou-se para a capital mineira, onde passou a atuar na iniciativa privada, iniciando uma história de grande sucesso profissional como engenheiro e executivo. Nesses 20 anos de vida privada em Belo Horizonte, Newton realizou obras importantes para o estado, como, por exemplo, a construção Escola Guignard, do Estádio Mineirão, da reconstrução da Arena Independência e da construção da estrada de ligação Mariana x Ouro Preto.

Em 2011, sem se desvincular das suas atividades na iniciativa privada, Newton voltou ao serviço público, quando foi nomeado como assessor especial do governo interino do vereador Geraldo Sales (Bambu), à época presidente da Câmara Municipal de Mariana. Em 2016, foi convidado pelo prefeito Duarte Júnior para ser seu companheiro de chapa como candidato a vice-prefeito. A chapa foi eleita com um recorde: mais de 75% dos votos válidos. No governo de Duarte Júnior, Newton exerceu papel preponderante em projetos estruturantes do governo municipal. Porém, a atuação de Newton foi prejudicada pela pequena capacidade de investimento enfrentada pelo Governo de Duarte Júnior, marcado pelas repercussões negativas do rompimento da barragem de Fundão e, posteriormente com a crise econômica resultante da pandemia da COVID-19 que assola o país.

Em agosto de 2020, em viagem oficial do atual prefeito à Inglaterra, Newton assumiu as funções de prefeito e, em apenas 18 dias foi responsável por ações importantes no município: assinou a escritura do terreno que compõem o Plano Habitacional, assinou o contrato para troca da iluminação da cidade para LED, acertou o repasse de recurso da RENOVA para construção do Plano Habitacional, firmou decreto de adesão do Minas Consciente com Governo do Estado de MG, retomou as obras de cabeamento subterrâneo para iluminação pública e firmou carta de intenção com os municípios de Ouro Preto e Itabirito para construção de um Corredor de Inovação Tecnológica. Em função da pandemia, contratou estudo para construção de shopping virtual para atender o comércio da cidade, autorizou a antecipação do 13º salário para os servidores públicos, uma ação facultativa que injetou 4,5 milhões no comércio local e, revitalizou o cartão de compras do funcionário público.

Hoje, Newton se apresenta como candidato a prefeito com o compromisso de trazer para Mariana toda sua experiência como gestor político e, executivo de grande sucesso. Com ideias claras e muita força de vontade mudar Mariana e levar a cidade a um novo patamar. Para restabelecer a confiança entre o cidadão e o poder público através da competência, da experiência e da honestidade.

Antônio Marcos Ramos de Freitas, 45 anos, mais conhecido como Tenente Freitas, nasceu em Cachoeira do Brumado, distrito de Mariana. Freitas é Primeiro Tenente reformado pelo Exército Brasileiro, onde permaneceu por dez anos. Formado em Administração de Empresas e pós-graduado em Gestão de Trânsito, além disso possui diversos cursos, entre eles, destaca-se o curso de Combate ao Uso de Drogas, tema que já foi levado por ele a centenas de jovens, em escolas e empresas.

Além da atuação profissional, Tenente Freitas está no seu segundo mantado de vereador, tendo sido presidente da Câmara Municipal nos anos de 2015 e 2016. Freitas se destaca no legislativo, tanto pela coerente atuação política, quanto pelo fato de ser um vereador presente e nunca ter se ausentado de reunião de Câmara.

Hoje, é candidato a vice-prefeito ao lado de Newton Godoy, por quem tem grande respeito e admiração e, destaca que durante sua caminhada, a lealdade e o compromisso serão conceitos indispensáveis, tanto para com Newton, quanto – principalmente – para com a população marianense.



São inúmeras as obras importantes, que não foram concluídas em Mariana. Quais você pretende priorizar e de que forma?

Vamos priorizar o tratamento da água e do esgoto de sede e dos distritos, para resolver de forma definitiva a questão do saneamento básico. Na área da saúde realizaremos a conclusão do Centro de Saúde da Gameleira, da UBS do Rosário e do bairro Colina. Vamos também concluir o Programa de Eletrificação do Centro histórico da cidade e do Laticínio municipal.


Mariana é uma cidade que depende economicamente da mineração. Quais os planos para diversificar a economia local?

Temos várias propostas para a diversificação econômica, principalmente voltadas para o fomento de novos negócios locais, fazendo a economia girar. Podemos citar o Projeto “Ilha de Educação e Inovação”, com a construção e implantação de uma Unidade Municipal de Empreendedorismo e Inovação no bairro Cabanas. O objetivo é orientar os novos negócios, qualificar mão de obra para o empreendedorismo e dar suporte técnico a inovação e viabilidade econômica de iniciativas geradoras de emprego e renda. Com o Programa “Cada Família, um Negócio” vamos instituir um programa de incentivo ao empreendedorismo em áreas de manufatura, processamento de alimentos, artesanato, agricultura e serviços, oferecendo capacitação, apoio tecnológico e financiamento. Os distritos também receberão nossa atenção, criaremos Centros de Artes e Ofícios e também locais voltados para a Inovação e o Desenvolvimento Rural.


A casa própria é o sonho de muitos mariansenses. O que pretende fazer para tornar isso uma realidade para a população?

Ainda como vice-prefeito, fui responsável pelo maior plano habitacional da história de Mariana. Ao final do empreendimento, cerca de 1600 famílias conseguirão comprar sua casa própria, com três quartos, sala cozinha e banheiro e espaço para garagem, a preços reduzidos. Como prefeito vou fazer mais, realizando a ampliação do programa de construção de unidades habitacionais na sede e nos distritos. O Programa “Mãos Solidárias”, já conhecido pela comunidade, será readequado, contribuindo para reformas de moradias e melhorias habitacionais na sede e nos distritos. Manteremos também o REURB, programa que regulariza locais que são frutos de ocupações desordenadas na sede e nos distritos.


Bairros e distritos enfrentam sérios problemas em relação a falta de água. Alguns moradores, inclusive, relatam que ficam dias sem água. Quais os planos para sanar esse problema?

Esse é um problema antigo e o sistema entrou em colapso nos últimos anos em virtude do crescimento do consumo em virtude do crescimento da população. Esse crescimento deveria ter sido acompanhado por investimentos no aumento das captações e capacidade de armazenamento da água. Porém, isso não aconteceu, porque quando a cidade tinha capacidade de investimento eles não foram feitos. Após o rompimento da barragem de Fundão, o município perdeu receitas, o que impediu a realização dos investimentos. Agora, contanto, estamos recuperando as receitas e a capacidade de investimento. Eu sou engenheiro, sei como resolver essa questão definitivamente. Com recursos, com toda certeza, teremos todas as condições para fazer o que sabemos fazer de melhor.


Em relação mobilidade urbana, existe a polêmica em torno dos valores das passagens e a qualidade dos ônibus. Qual o seu projeto no setor de mobilidade?

Vamos realizar ampla discussão sobre o sistema municipal de transporte urbano, visando fortalecer o controle social e a melhoria dos serviços de transporte coletivo. Outra medida, que será mais efetiva a curto prazo, é a abertura imediata de uma licitação do serviço de transporte urbano, com foco na redução da tarifa e melhoria da qualidade do serviço.


Quais os planos para a educação e a valorização dos profissionais da área?

Vamos fortalecer o ensino público, dando recursos, ferramentas e suporte para os alunos aprenderem, para que eles recebam um ensino de qualidade. Com relação aos profissionais da área, eles merecem muito reconhecimento pelo trabalho realizado. A nossa futura administração sempre buscará a melhoria das condições de trabalho e remuneração.


Como pretende incrementar o setor do turismo para atrair mais visitantes e empreendimentos?

As propostas do turismo se enquadram em vários eixos. Mariana é um local que contém muitas manifestações culturais, com escritores, corporações musicais, artesanato, patrimônios imateriais. A cidade também detém uma vasta rede de museus e locais históricos. Vamos então criar programas de apoio a todos esses espaços e locais, para fortalecer ainda mais nossa cultura e, assim, fomentar o turismo. Além disso, vamos investir bastante no Ecoturismo, aproveitando o potencial enorme que temos. Podemos citar, por exemplo, a criação do Circuito Turístico da Cachoeira do Ó em Águas Claras, com despoluição do manancial, demarcação das trilhas e instituição do espaço de lazer e esporte. Vamos recuperar o espaço ambiental da Cachoeira do Brumado, com a despoluição do manancial e adequação do uso recreativo do local.


O último reajuste salarial para os servidores municipais foi em 2018, de 4%, um valor abaixo do que deveria. Você pretende compensar os anos em que isso não aconteceu? de que forma e quando?

O nosso governo empreendera uma política de valorização dos servidores para promover as adequações e reajustes salariais. Com as receitas que o município voltou a receber, temos o que é preciso para valorizar ainda mais os nossos servidores.


Na sua opinião (e nas conversas que tem feito durante a campanha) quais os problemas mais sérios a serem sanados na saúde, em Mariana? Como você pretende efetivá-los?

A saúde tem uma boa oferta de serviços e qualidade, mas sempre é possível melhorar, especialmente em relação à atenção primária. Por isso, vamos fortalecer e ampliar as equipes de Saúde da Família, serviços de vigilância sanitária, epidemiológica e equipar ainda mais as unidades básicas de saúde.


Em relação às invasões, muitas das vezes isso acontece porque em Mariana os lotes não são encontrados a preços acessíveis. Existe algum plano para mudar essa situação?

Vamos promover uma política habitacional capaz de dar respostas imediatas aos crescimentos das ocupações irregulares com a oferta de produtos habitacionais acessíveis a todas as camadas sociais, incluindo a oferta de terrenos em áreas urbanizadas.

Criado a partir do desejo de colocar em prática um fazer jornalístico verdadeiro, o Ângulo é um portal de notícias focado na região de Mariana, Ouro Preto e Itabirito. A história do veículo de comunicação se mescla com os anseios e missões de sua fundadora, que busca trazer novos ares para a mídia na cidade.

Aqui a missão é ser referência em notícia e se mostrar como um portal moderno, com visões amplas dos mais diversos lados das histórias e sujeitos.

  • Branca Ícone Instagram

© 2020 por Mariana Viana