Fiocruz faz novo alerta para 'pandemia de não vacinados' na Europa

A Fundação lembrou que, apesar de o Brasil ter cerca de 60% da população totalmente vacinada, países europeus com índices na mesma faixa vêm registrando aumento de internações e de óbitos


A Fiocruz recomenda o uso de máscara em locais fechados e abertos | Banco de Imagens

A Fundação Fiocruz divulgou um novo alerta para a "pandemia de não vacinados" da Covid-19 na Europa. Em um boletim, a Fundação lembrou que, apesar de o Brasil ter cerca de 60% da população totalmente vacinada, países europeus com índices na mesma faixa, como Áustria, Lituânia e Alemanha, vêm registrando aumento de internações, principalmente entre os não vacinados, e de óbitos.




** continua depois da publicidade **


Apesar de reiterar que a tendência de casos e óbitos por Covid-19 no Brasil é de queda, a Fiocruz lembra que, com o aumento da circulação de pessoas nas ruas, que tende a crescer no fim do ano e nas férias, a vacinação continua sendo a estratégia "mais poderosa que existe hoje, sendo efetiva na redução de casos graves, oferecendo também alguma proteção contra a transmissão, embora sem capacidade de impedi-la completamente".


A Fiocruz também reforça que o alerta vindo da Europa, com o retorno das restrições, "aponta para a necessidade de estratégias mais ativas de vacinação, incluindo campanhas e exigência de passaporte vacinal para atividades em ambientes fechados e/ou de grande concentração de pessoas, para que não sejam perdidos os ganhos adquiridos". Além disso, não descarta o uso de máscara em locais fechados e abertos, com aglomeração, distanciamento e higienização das mãos.



** publicidade **