teste.jpg

Prefeitura de Mariana inicia cadastro empresarial para participação no ProJovem

Atualizado: Mai 4

Para participar, os empresário devem ter o CNPJ ativo. O município arcará com todas as despesas salariais do jovem

O programa poderá atender anualmente 300 jovens, com idade entre 16 e 21 anos | Banco de Imagens

A prefeitura de Mariana lançou o programa ProJovem, um serviço municipal de formação profissional, instituído pela Lei Municipal 3.416 de 13 de abril de 2021. A iniciativa tem como objetivo inserir os jovens em um banco de oportunidades, desenvolvido em parceria com as empresas do município que forem cadastradas, para encaminhá-los ao mercado de trabalho.

As empresas parceiras receberão os jovens gratuitamente e vão capacitá-los e orientá-los no desempenho das atividades no ambiente de trabalho, além de acompanhar a assiduidade, pontualidade e o desenvolvimento das atividades realizadas. Os empresários que estiverem com o CNPJ ativo e tiverem interesse em cadastrar suas empresas e fazer parte do ProJovem, devem acessar o link e preencher as informações solicitadas. Logo após, a equipe técnica do programa irá avaliar os dados disponibilizados e, posteriormente, entrará em contato com os empresários cadastrados para efetivar a participação.


** continua depois da propaganda **


O programa poderá atender, anualmente, 300 jovens, com idade entre 16 e 21 anos. O público prioritário serão os jovens em situação de vulnerabilidade. As vagas serão divididas em 75% para jovens em situação de vulnerabilidade social e econômica e 25% destinado para outros contextos de vulnerabilidades. O jovem passará por uma avaliação social, realizada pela equipe técnica de referência da Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania, e, após a seleção, poderá permanecer vinculado ao programa por um período de 12 meses.

Os jovens terão uma carga horária de 20h semanais, sendo 16h em atividade laboral e 4h destinadas à formação continuada e capacitação com temas que direcionam a preparação ao mercado de trabalho, postura profissional, ética, entre outros. No final, será emitido um certificado como comprovação da ação realizada. Além disso, eles receberão um auxílio financeiro mensal, que será oferecido pela Prefeitura de Mariana, correspondente a 50% do menor piso salarial praticado pelo município, ou seja de R$550.

Como participar - Os jovens que estão já estão inseridos no Jovem Aprendiz, serão incorporados pelo Projovem. Entretanto, eles deverão passar por um processo de adequação ao novo programa. Os demais jovens serão encaminhados pelo Cras e Creas ou pela rede intersetorial.

A Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania divulgará um edital informando o número de vagas disponíveis e critérios de inclusão para os processos que acontecerão anualmente, nos meses de janeiro e julho. Os selecionados realizarão uma entrevista, a fim de traçar um perfil do jovem assistido, suas potencialidades, expectativas e limitações.



Fonte: Departamento de Comunicação da Prefeitura de Mariana