top of page
Design sem nome (1).jpg

Aluno da UFOP é suspeito de desviar dinheiro da venda de convites de formatura para compras pessoais

Segundo informações, mais de 60 pessoas compraram convites, que custaram entre R$350 e R$450


Ane Souz

No último sábado, 01, um estudante da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) foi preso suspeito de aplicar golpes envolvendo a venda irregular de convites de uma festa de formatura. Ele recebia dinheiro dos convidados e transferia a quantia para a conta pessoal por meio de Pix e boletos bancários. De acordo com o jornal Galilé, ao todo mais de 60 pessoas compraram, mas não receberam os convites, que custaram entre R$350 e R$450. As vítimas foram com a Polícia Militar na casa do do aluno e ele assumiu o golpe.



** continua depois da publicidade **



Aos militares, o aluno informou que era vice-presidente da comissão de formatura dos cursos de engenharia e arquitetura da UFOP e que estava responsável pela venda de parte dos ingressos. No entanto, ele teria se desorganizado com as vendas e ficado com parte da quantia para compras pessoais, como um terno, no valor de R$4 mil, e passagens para irmã que viria da Argentina também para a festa de formatura.


Ao G1, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) informou que instaurou um inquérito para apurar suposta prática de estelionato. Disseram também que, na tarde de domingo, 02, o estudante suspeito, bem como vítimas e testemunhas, foram ouvidos e, em seguida, liberados.


Já a Universidade Federal de Ouro Preto lamentou a suspeita do envolvimento de entes da sua comunidade acadêmica em atos irregulares e destacou acreditar que a situação esteja sendo apurada pelos órgãos devidos, sendo depois julgados e punidos, em caso de comprovação do crime. A UFOP também salientou que por não se tratar de uma questão de responsabilidade da Universidade, as acusações são tipificadas como crimes civis, e que, nesse caso, a investigação é conduzida pela Polícia Civil e, posteriormente, pelo judiciário.



** continua depois da publicidade **



A Comissão de Formatura também se manifestou no Instagram, horas antes do baile acontecer. Veja na íntegra:


“Golpistas estão usando o nome da Comissão de Formatura Escola de Minas 2022 para venda de ingressos FALSOS para o baile de gala que acontecerá na data de hoje! Os convites vendidos pela comissão foram entregues na quinta-feira 30/03/2023! Nossa Comissão de Formatura não utiliza conta bancária em nome de terceiros para realizar suas transações! Se você foi lesado e caiu no golpe dos convites, procure imediatamente a Polícia Militar ou Polícia Civil, faça um boletim de ocorrências. Apresentem no ato o comprovante de pagamento em nome do beneficiário do depósito, RG e CPF. Não aceita a abordagem de terceiros em nome da Comissão de Formatura Escola de Minas 2022. Nossa Comissão não compactua com essa situação, na mesma medida que condena veementemente qualquer ato criminoso. A Comissão está tomando as medidas cabíveis e legais contra a pessoa que vendeu os convites para vocês”.



** publicidade **



Comentários


bottom of page