• Eliene

Cruzeiro: diretor de futebol fala sobre oportunidade de jovens e sondagens por destaques na Série B

Pedro Martins admitiu que o time celeste pretende retomar protagonismo com a formação de atletas


Pedro Martins assumiu a diretoria de futebol do Cruzeiro neste ano | Divulgação


O diretor de futebol do Cruzeiro, Pedro Martins, comentou sobre a utilização de jovens formados nas categorias de base para a disputa da Série A. Segundo ele, com Paulo Pezzolano, vários garotos receberam oportunidades na atual temporada.



** continua depois da publicidade **



“A gente já tem quase 12 meses de troca constante de informação. Não tem jogador que não seja conhecido pelo Pezzolano e comissão. Essa transição de um treino para o outro facilita muito. Alguns devem permanecer e outros vão para a Copa São Paulo de Futebol Júnior. Vamos continuar monitorando, como foi feito no ano passado”, afirmou.


De acordo com o dirigente celeste, o clube se organiza para ser um grande formador de jovens no mercado. “Essa transição é constante, e o jogador que vai bem no jogo e no treino pode saber que o caminho está em aberto para a próxima temporada. Vai ser passo a passo. Vamos ser um grande formador de atletas”, disse.


O diretor de futebol do time celeste também falou sobre sondagens por destaques. “A gente vem tentando manter um relacionamento próximo. Já houve a renovação do Cabral, a compra do Neto Moura e do Oliveira. A gente conversa com os jogadores e eles têm visto que estão felizes, estão querendo ficar. Existe a possibilidade de saída, principalmente quando a proposta financeira é muito maior que o ganho aqui. Mas o objetivo é manter esses atletas que entenderam o projeto para não sair do zero. Queremos manter as características e ser competitivos contra adversários que também estão investindo muito”, encerrou.



** continua depois da publicidade **



Ainda segundo Pedro Martins, o Cruzeiro, sob a gestão da Sociedade Anônima do Futebol (SAF), se tornou um clube sustentável e organizado. Para isso, a diretoria trabalha para gastar menos do que arrecada, principalmente em meio à uma crise financeira.


“A imagem do Cruzeiro, hoje, é completamente diferente. As pessoas querem buscar o Cruzeiro para jogar. É um clube gigante. O salário está em dia, o clube não promete coisas desmedidas, é um clube organizado e sério. Isso não era pra ser um diferencial, mas, infelizmente, ainda é, mesmo todo mundo sabendo da nossa limitação. A gente vai cumprir tudo de responsabilidade aqui dentro”, concluiu.



** publicidade **