teste.jpg
  • Eliene

Festival de Popularização do Teatro de Ouro Preto abre inscrições gratuitas

Os interessados terão até o dia 09 de abril para se inscrever do evento que acontecerá na Casa da Ópera entre 27 e 29 de maio

João Sabará na peça "A Sogra", realizada na Casa da Ópera | Anne Souz

O Festival de Popularização do Teatro de Ouro Preto está com inscrições abertas para credenciamento de artistas solos ou grupos estudantis e companhias teatrais, amadores e profissionais de todo o país para a edição de 2022. Os interessados terão até o dia 09 de abril para se inscrever gratuitamente, por meio de um formulário eletrônico.




** continua depois da publicidade **



De acordo com o edital, serão selecionados seis projetos que devem conter no máximo oito pessoas na equipe, entre produtores e artistas cênicos, para participar do evento, que acontece nos dias 27, 28 e 29 de maio, com espetáculos infantis, comédia e performances para públicos de todas as idades. Serão disponibilizados hospedagem e alimentação de uma diária para cada espetáculo selecionado. Já o custo de deslocamento dos grupos artísticos nos dias de evento está incluso no cachê, que será no valor de R$6mil.


O Festival, que tem patrocínio da Ferro + Mineração, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, do Governo Federal, e apoio da prefeitura de Ouro Preto, é uma realização da Enquanto isso em Ouro Preto, com produção da Holofote Comunicação e Cultura.


Para mais informações, basta acessar www.festivaldeteatroop.com.br.


Sobre


Criado em 2019, pelo comediante Leandro Borba, o Festival de Popularização do Teatro de Ouro Preto chega em sua 2ª edição, com o objetivo de fomentar a atividade artística na linguagem do teatro. Além disso, querem estimular a criação de público para a Casa da Ópera, mais antigo teatro em funcionamento das Américas, com 250 anos em atividade.




** continua depois da publicidade **



“Essa é uma edição especial! Uma edição da celebração e do reencontro. O objetivo do festival é estimular a produção teatral no interior de Minas Gerais e popularizar o Teatro Casa da Ópera, como espaço de cultura, entretenimento e memória nacional”, disse Leandro.