top of page
Design sem nome (1).jpg

Investimento da Gerdau vai gerar 5 mil empregos na região de Ouro Preto

O anúncio foi feito durante um evento em Belo Horizonte, que contou com a presença do governador Romeu Zema


Divulgação | Gerdau


Na última quinta-feira, 15, Gustavo Werneck, CEO da Gerdau, anunciou um investimento de R$3,2 bilhões, até 2026, em uma nova plataforma de mineração, com método de empilhamento a seco. O projeto, chamado de “mineração sustentável”, vai ser implantado na mina de Miguel Burnier, distrito de Ouro Preto, e vai gerar 5 mil empregos.




** continua depois da publicidade **



O anúncio foi feito durante um evento em Belo Horizonte, que contou com a presença do governador Romeu Zema, que destacou o empenho do estado nos descomissionamento das barragens, desde os rompimentos de Mariana e Brumadinho. “A cada dia o estado está menos exposto a tragédias, como a de Mariana. É fácil fazer discurso ambiental, mas resolver o problema é outra coisa. Se não provarmos que somos sustentáveis, não vamos ter mercado lá fora. Tudo o que produzimos, precisaremos ter selo verde”, afirmou.


Ainda de acordo com Gustavo, a Gerdau vai construir um mineroduto, ligando a mina de Miguel Burnier à usina de Ouro Branco, para o transporte do minério. A previsão é que ele fique pronto em 2026. “O mineroduto elimina o trânsito de caminhões na região da mina. Este investimento vai nos permitir a produção de um minério de maior qualidade, que também reduz a pegada de carbono”, detalhou.


Atualmente, a Gerdau possui uma das menores médias de emissão de gases de efeito estufa (CO₂e), de 0,89 t de CO₂e por tonelada de aço, o que representa aproximadamente a metade da média global do setor, de 1,91 t de CO₂e por tonelada de aço (worldsteel). Para 2031, a meta da Gerdau é diminuir as emissões de carbono para 0,83 t de CO₂e por tonelada de aço.



** continua depois da publicidade **



Com a novidade, até o final de 2025, a capacidade anual de produção da mina de Ouro Branco passa a ser de 5,5 milhões de toneladas de minério. Esta produção vai abastecer as unidades de produção de aço de Ouro Branco, Barão de Cocais, Divinópolis e Sete Lagoas.









Comments


bottom of page