top of page
  • Eliene

Morro da Forca pode ceder a qualquer momento, afirma a prefeitura de Ouro Preto

Parte da encosta começou a ceder na manhã de sábado, 07, devido as fortes chuvas na região


Em janeiro do ano passado um casarão histórico foi destruído após parte da encostar cair | Leandro Couri

Uma avaliação geotécnica feita pelo município de Ouro Preto afirma que o Morro da Forca, em Ouro Preto, pode ceder a qualquer momento, causando soterramento de vias e estruturas, de acordo com informações divulgadas pelo jornal Estado de Minas. Em janeiro do ano passado, parte da encosta deslizou e destruiu um galpão e um casarão do século XIX, além de fios elétricos.




** continua depois da publicidade **



A avaliação é do geólogo da prefeitura, Charles Murta, que em conjunto com os demais profissionais da Defesa Civil municipal acompanham a evolução da situação do Morro da Forca. "Identificamos que não existe segurança geológica para manter o trânsito de pedestres e de veículos no local, pois ocorreu a ruptura de um grande bloco tabular de aproximadamente 10 m3, percebido por vistoria visual. Essa massa está apoiada sobre material que não tem resistência e pode ceder a qualquer nova chuva", alerta o geólogo ao jornal Estado de Minas.


Uma série de trincas que se alastra pelo encosta pode também interditar completamente a Rua Padre Rolim, a principal entrada da cidade histórica. "As próximas chuvas podem ser um gatilho de falha, ou seja, o que falta para que o bloco desça. Sabemos do transtorno que é gerado com o fechamento das vias, mas é preciso garantir a segurança das pessoas. Enquanto não houver essa segurança a via não será liberada", destaca Charles.




** continua depois da publicidade **



A prefeitura de Ouro Preto informou que desobstruiu uma queda de barreira que interditava parcialmente a BR-356, que liga Nova Lima e Belo Horizonte à Mariana e, de acordo com o geólogo, a OuroTran, o órgão de trânsito municipal, vai implementar os desvios e inversões de trânsito necessárias.



bottom of page