top of page

Pagamento do novo Bolsa Família será iniciado no dia 20 deste mês

Além do valor mínimo de R$600, o novo formato também conta com R$150 adicionais para cada criança de até 6 anos e um extra de R$50 para crianças com mais de 7 anos e adolescentes menores de 18 anos


O Bolsa Família foi criado no primeiro governo de Lula, há 20 anos | Divulgação

Na última quinta-feira, 02, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou a medida provisória que estabelece o novo Bolsa Família. O programa foi relançado em cerimônia no Palácio do Planalto, onde foi divulgado o início do pagamento de R$600, valor mínimo, para 20 de março.



** continua depois da publicidade **



O novo formato também conta com R$150 adicionais para cada criança de até 6 anos e um extra de R$50 para crianças com mais de 7 anos e adolescentes menores de 18 anos. Famílias de uma única pessoa devem seguir com os R$600, já que não haverá redução no valor mínimo. O benefício será para famílias cadastradas no Cadastro Único (CadÚnico) e famílias com renda de R$218 por pessoa.


Confira o calendário de pagamento do Bolsa Família 2023, de acordo com o final do Número de Identificação Social (NIS):

FINAL DO NIS

PAGAMENTO

1

20 de março

2

21 de março

3

22 de março

4

23 de março

5

24 de março

6

27 de março

7

28 de março

8

29 de março

9

30 de março

0

31 de março


O Bolsa Família foi criado no primeiro governo de Lula, há 20 anos. Em novembro de 2021, durante o governo de Jair Bolsonaro, o programa foi substituído pelo Auxílio Brasil. Com o relançamento, o programa social volta a ser chamado de Bolsa Família e corta ao menos 1,55 milhão de beneficiários irregulares, pois segundo o ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias, o governo identificou famílias com renda acima do limite que recebem o benefício.




** continua depois da publicidade **



O Bolsa Família terá também como foco a atualização do Cadastro Único e integração com o Sistema Único de Assistência Social (Suas), para incluir quem está fora do programa e a revisão de benefícios que possam estar com irregularidades.


O programa Bolsa Família busca também integrar políticas públicas, como facilitar o acesso das famílias a direitos básicos, como saúde e educação. Por isso, a carteira de vacinação em dia e matrícula de crianças em escola são alguns dos critérios para as famílias beneficiárias do programa.



** publicidade **




Comentários


bottom of page