top of page
Design sem nome (1).jpg

Prefeitura de Ouro Preto devolve cavalo vítima de maus-tratos ao tutor

O animal está com ferimentos no rosto, na pata, no pênis e em estado de desnutrição


Reprodução | Redes Sociais

No último domingo, 23 de junho, a ONG Instituto de Defesa dos Direitos dos Animais (IDDA) denunciou um caso alarmante de maus-tratos e impunidade em Ouro Preto. Um cavalo foi encontrado abandonado no cemitério público da cidade, próximo ao presídio, com ferimentos no rosto, na pata, no pênis e em estado de desnutrição. Mesmo assim, o animal foi devolvido ao tutor.


De acordo com a ONG, a Prefeitura de Ouro Preto devolveu o cavalo ao tutor após ele alegar que o animal havia fugido da baia. A decisão revoltou a ONG. "Inacreditável terem devolvido o animal para essa pessoa. Inacreditável ele não ser preso e pagar por essa irresponsabilidade," publicou a ONG nas redes sociais.


A ONG havia se manifestado sobre o caso na última terça-feira, 18 de junho, alertando diversos órgãos responsáveis, incluindo a Prefeitura, OuroTrans, Agropecuária e Zoonoses. Em resposta, a prefeitura de Ouro Preto divulgou uma nota afirmando que havia realizado uma ação imediata no mesmo dia. "A secretaria de Segurança e Trânsito foi acionada para verificar um possível crime de maus-tratos contra um cavalo que estava solto nas imediações do presídio e apresentava muitos ferimentos. Uma equipe da Guarda Municipal, junto com o veterinário Garibaldi, realizou os primeiros cuidados e orientou o tutor do animal," diz a nota.


Segundo a IDDA, o cavalo foi visto novamente nas ruas, ainda machucado, no último domingo. “O cavalo está vagando pelo bairro Veloso, quase morto. Nitidamente o animal não está cuidado, não recebeu medicação, deve estar vagando atrás de comida e morrendo de dor.” A ONG ainda exigiu uma ação imediata: “Exigimos uma ação imediata e efetiva por parte dos órgãos responsáveis. Conivência com maus-tratos também é crime,” destacaram.

Comments


bottom of page