• Eliene

Saneouro anuncia cobrança por consumo de água em Ouro Preto

De acordo com a concessionária, a emissão de fatura pelo consumo real já era prevista no contrato de concessão dos serviços públicos de água e esgoto


A Saneouro é a concessionária responsável pelos serviços de água e esgoto em Ouro Preto | Divulgação

Por meio de uma nota, a Saneouro, concessionária responsável pelos serviços de água e esgoto em Ouro Preto, anunciou que a população da cidade pagará a fatura de água baseada no consumo mensal medido a partir da última terça-feira, 04.



** continua depois da publicidade **



De acordo com a empresa, essa emissão de fatura pelo consumo real já era prevista no contrato de concessão dos serviços públicos de água e esgoto e foi atestada na última sexta-feira, 30, pela Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento Básico de Minas Gerais (ARISB-MG), após auditar a instalação dos hidrômetros nos imóveis de Ouro Preto.


Na mesma nota, a Saneouro ressalta que a preparação da população para essa nova realidade, prevista no contrato com a prefeitura de Ouro Preto, assinado pelo ex-prefeito Júlio Pimenta, foi feita por, no mínimo, quatro meses, por meio da simulação na fatura, comunicando o valor real do consumo mensal de água registrado pelo hidrômetro, de acordo com estrutura tarifária do município.

Confira a íntegra do comunicado da concessionária:



** continua depois da publicidade **



“A partir de hoje, 4 de outubro, os clientes da SANEOURO passam a pagar a fatura de água baseada no consumo mensal medido. Essa emissão de fatura pelo consumo real já era prevista no contrato de concessão dos serviços públicos de água e esgoto e foi atestada nesta sexta-feira (30/09) pela Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento Básico de Minas Gerais (ARISB-MG), após auditar a instalação dos medidores de consumo (hidrômetros) nos imóveis de Ouro Preto.

A preparação da população para essa nova realidade, prevista no contrato da Prefeitura de Ouro Preto com a Saneouro, foi feita durante, no mínimo, por quatro meses por meio da simulação na fatura, comunicando o valor real do consumo mensal de água registrado pelo hidrômetro, de acordo com estrutura tarifária do município.

Esse período serviu para os moradores verificarem as instalações hidráulicas do imóvel, corrigir possíveis vazamentos e adequar seus hábitos de consumo, uma vez que, como um recurso esgotável, a água precisa ser usada de forma sustentável para que atenda toda a população, por uma tarifa justa, de acordo com o consumo de cada um. Nesse período, a SANEOURO disponibilizou também equipes para verificar e reparar vazamentos em imóveis que apresentaram grande consumo de água. A cobrança da tarifa pelo consumo medido é instrumento de justiça social em face da discrepância existente entre o uso da água por pequenos e grandes consumidores.

Vale lembrar que também é prevista nas normas da prestação dos serviços de água e esgoto de Ouro Preto a Tarifa Social para famílias de baixa renda cadastradas em algum dos programas sociais do governo federal (CadÚnico) que devem preencher requisitos específicos, entre eles, ter consumo mensal de água de até 20m3. Os clientes com direito ao benefício que ainda não tiverem o CadÚnico devem procurar a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social de Ouro Preto para se cadastrar o quanto antes".