teste.jpg
  • Eliene

Especialista prevê torcida do Atlético ultrapassando a do Cruzeiro

Boa fase vivida pelo Galo dentro de campo é o principal fator para o crescimento da massa


A torcida do massa tinha 18%, subiu para 19% no final de 2021 e pulou para 23% na última pesquisa | Divulgação


Os títulos conquistados e a boa fase que vive o Atlético Mineiro, com a proximidade da inauguração da Arena MRV, estão refletindo no tamanho das torcidas em Minas Gerais. Na pesquisa feita pelo Instituto Doxa, os alvinegros representam 23% das pessoas que vivem em Minas Gerais, mesmo número contabilizado de cruzeirenses.




** continua depois da publicidade **


Se o desempenho do Galo dentro de campo seguir o mesmo, a tendência é que a massa siga crescendo no estado. Essa é a opinião de Manoel Vila Boas, proprietário do Instituto. Segundo ele, a empolgação com os resultados reflete historicamente nos resultados obtidos nos questionários.


"Tem uma ligação direta que é a empolgação do torcedor. O torcedor empolgado acaba levando o filho, amigos e parentes para a torcida do time que está ganhando e tendo bons resultados. O Cruzeiro nos últimos anos teve muitos títulos, um time mais forte e isso fazia com que a torcida do Cruzeiro fosse maior. Com a queda do Cruzeiro, a situação se inverteu. É o Atlético crescendo e o Cruzeiro caindo. A tendência é que o Atlético, com o time poderoso que está, com estádio próprio sendo inaugurado, ultrapasse a torcida do Cruzeiro. Essa é a tendência", disse Manoel.


A opinião do proprietário do Instituto Doxa coincide com o que a pesquisa vem mostrando nos últimos anos. Ele explica que há um crescimento da torcida do Atlético desde o início de 2020, coincidindo com a redução do número de cruzeirenses. "O que vem acontecendo é que a torcida do Cruzeiro era maior que a do Atlético em toda Minas Gerais, inclusive em Belo Horizonte. Mais equilibrado, mas era maior. O que aconteceu de 2020 para cá com os títulos do Atlético e o Cruzeiro na segunda divisão, o Atlético vem ganhando torcedor e o Cruzeiro perdendo”, afirmou.




** continua depois da publicidade **


Manoel também apresentando dados que justificam o aumento dos torcedores. “Para efeito comparativo, em 2020 a torcida do Cruzeiro representava 27% em Minas Gerais e a torcida do Atlético 18%. Em 2021, o Cruzeiro caiu para 24% em novembro e caiu agora para 23% em 2022. A torcida do Atlético tinha 18%, subiu para 19% no final de 2021 e pulou para 23% nessa última pesquisa. Pela primeira vez, eu apuro esse resultado que acompanhamos por longa data", explicou.


O número de sócios que a Raposa vem acumulando desde a entrada de Ronaldo na administração do clube é um indício de que o cenário pode ser modificado. Com a empolgação por conta da SAF, os cruzeirenses passaram de 15 mil associados para mais de 40 mil.