• Eliene

Forte chuva atinge Cachoeira do Brumado e distrito entra em sinal de alerta

De acordo com a Defesa Civil de Mariana, foram registrados 64 milímetros de chuva em quase uma hora e há previsão de mais chuva


Vídeo mostra a água saindo de dentro da sede da banda Oito de Dezembro | WhatsApp



A chuva da manhã desta quarta-feira, 15, castigou Cachoeira do Brumado, distrito de Mariana. Segundo informações dos moradores, vários pontos ficaram alagados e um córrego que passa atrás da sede da Sociedade Musical Oito de Dezembro transbordou, causando prejuízos para a entidade. “A água voltou pelos ralos dos banheiros e inundou a sede. O piso está todo estufado. Acreditamos que os canos estão estourados”, disse o presidente da banda, Elton Gomes de Freitas.



A sede da banda ficou totalmente alagada e suja de lama



De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Welbert Stopa, foram registrados 64 milímetros de chuva em quase uma hora. Além disso, há previsão de mais chuva até sábado, 18, o que coloca o distrito em sinal de alerta. “Os moradores devem ficar atentos a qualquer pancada de chuva nas próximas horas e acionar a Defesa Civil, no 153 ou 199, em qualquer situação de emergência”, disse Welbert.


Welbert informou que uma equipe da Defesa Civil está no distrito para avaliar a situação e tomar as medidas necessárias para garantir a segurança dos moradores. Além disso, uma equipe da prefeitura já foi acionada para realizar a limpeza das ruas.


Veja alguns registros feitos pelos moradores:











Orientações da Defesa Civil


Como há previsão de mais chuva, os riscos de deslizamento de terra e alagamentos se agravam. Por isso, a Defesa Civil de Mariana orienta a população de Cachoeira do Brumado a:

  • Redobrar os cuidados e atenção.

  • Evitar áreas de inundações.

  • Não trafegar em ruas sujeitas a alagamento ou perto de ribeirões e córregos no momento de chuva forte.

  • Não atravessar ruas alagadas.

  • Não se abrigar ou estacionar embaixo de árvores.

A defesa Civil também pede atenção às encostas, morros e áreas de deslizamento. Ao perceber rachaduras e frestas nas paredes, a população deve entrar e contato pelo :

  • (31) 3558-4412 / 199 - Defesa Civil

  • (31) 3558-5123 / 153 - Guarda Municipal