teste.jpg
  • Eliene

Governo deseja nova concessão para o Mineirão e pensa em acordo com a Minas Arena

Em uma reunião, o governador Romeu Zema e Ronaldo Fenômeno trataram do assunto relacionado ao Mineirão e uma possível gestão do Cruzeiro


O Mineirão é administrado pela Minas Arena desde a reforma do estádio | Divulgação

O governo de Minas Gerais estuda a possibilidade de um novo processo licitatório no Mineirão, mas para isso precisaria de entendimentos com a Minas Arena, atual concessionária na administração do estádio. De acordo com o secretário de Infraestrutura e Mobilidade, Fernando Marcato, a intenção é diminuir o custo do Estado com a operação do estádio. De 2013 até agora já foram repassados pelo poder público mais de R$1 bilhão à empresa.




**continua depois da publicidade **



Os repasses do governo à Minas Arena acontecem como previsto no contrato de concessão do Mineirão, firmado antes da reforma do espaço, iniciada em 2010. A modernização do palco esportivo aconteceu para Belo Horizonte ser uma das sedes da Copa do Mundo, em 2014.


Há uma previsão na Lei nº 8.987, que trata de Concessões Públicas, de uma possível rescisão unilateral de contrato. O acordo assinado pelo governo com a concessionária Minas Arena é válido até 2037. Para um rompimento, a empresa que administra o estádio teria que receber algo em torno de R$400 milhões.



Cruzeiro como novo gestor?


Em uma reunião realizada em junho deste ano, o governador Romeu Zema e Ronaldo Fenômeno trataram do assunto relacionado ao Mineirão e uma possível gestão do Cruzeiro.




**continua depois da publicidade **



"A gente falou com o Cruzeiro, perguntando, depois falei com a Minas Arena se ela não tinha interesse em estudar isso. Não posso passar o estádio para o Cruzeiro, eu vou ser preso se fizer isso. Só isso que a gente tratou e esse tema vem evoluindo. Já conversei com o Cruzeiro, conversei com a Minas Arena, e se eles tiverem o interesse, a gente tem um decreto no Estado que permite à iniciativa privada trazer propostas para o Estado”, informou Fernando à Rádio Itatiaia.