top of page

Surto de dengue: prefeitura de Mariana decreta situação de emergência no município

Dados recentes da secretaria de saúde do município confirmam 749 casos de dengue e um de chikungunya


Banco de Imagens

Nesta segunda-feira, 10, a prefeitura de Mariana publicou o decreto Nº 11.347, que declara, por 120 dias, situação de emergência em saúde pública em razão do surto de casos de dengue na cidade. De acordo com a subsecretária do sistema sanitário de saúde pública do município, Ludmila Simone Gonçalves, até a data de hoje foram confirmados 749 casos de dengue e um de chikungunya, sendo a maioria nos bairros Santo Antônio, Rosário e São Gonçalo.



** continua depois da publicidade **



A medida, segundo o decreto, foi tomada devido a necessidade de implementar ações urgentes para combater a dengue e outras doenças transmitidas pelo mosquito aedes aegypti, como zika e chikungunya. Além disso, o executivo levou em conta a quantidade de casas fechadas e de moradores que recusam a visita dos agentes de endemias, totalizando, aproximadamente, 60%.


Ludmila ressaltou o papel dos agentes e destacou a importância da população permitir a entrada dos profissionais em suas residências. “Estamos realizando, diariamente, os mutirões de limpeza e os bloqueios de transmissão vetorial com a aplicação de inseticida e larvicida, só que a gente solicita o apoio da população para receber os agentes para que a ação seja realizada de maneira mais eficaz”, disse.


Mariana é a cidade da Região dos Inconfidentes com mais casos da doença. Segundo o último boletim epidemiológico de monitoramento dos casos de dengue, chikungunya e zika, emitido pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais nesta segunda, 10, Ouro Preto havia registrado 14 casos de dengue e um de chikungunya. Já Itabirito, teve 13 casos de dengue e um de chikungunya.



** continua depois da publicidade **



Em Minas Gerais, ainda de acordo com os dados da Secretaria de Estado de Saúde, neste mesmo período, foram 69.454 casos confirmados de dengue. Desse número, 27 morreram. Já a chikungunya, foram confirmados 14.945 e oito óbitos. Quanto ao vírus Zika, até o momento foram confirmados 14 casos e não há óbitos.



Ações de combate

Para combater o Aedes Aegypti, evitar água parada é essencial, pois é onde eles colocam seus ovos. Pensando nisso, a prefeitura de Mariana vem conscientizando a população para, por exemplo, tampar a caixa d'água e cisternas, descartar pneus, garrafas e latas nos locais corretos e colocar areia nos vasos de planta.


Além disso, vale ressaltar que em Mariana, de acordo o artigo 73 do Código de Posturas do município, quem deixa água parada em seu quintal, contribuindo com a proliferação de insetos, é punido com multas, que variam entre R$3.920 a R$7.840. “Os proprietários ou inquilinos têm obrigação de manter livres de macegas, resíduos, dejetos e águas estagnadas os seus quintais, pátios, terrenos e edificações, a fim de evitar a proliferação de insetos e animais nocivos à população, ficando vedada a utilização de herbicidas para este fim”, diz o artigo.



** publicidade **



Comments


bottom of page