O desafios da atividade turística no pós-pandemia

Atualizado: Jun 24

Por Felipe Guerra

Secretário de Turismo de Ouro Preto e Presidente da Associação do Circuito do Ouro


Imagem - Prefeitura de Ouro Preto | Ane Souz

Desde o início da pandemia, causada pelo novo coronavírus, os países começaram a proibir atividades ligadas ao turismo: companhias aéreas diminuíram o número de voos, hotéis suspenderam suas atividades, os restaurantes começaram a fazer atendimento somente por delivery... Essas mudanças afetaram a rotina das pessoas que tiveram que adiar seus compromissos, mas, também, a das empresas que obtiveram grande número de remarcações e cancelamentos gerando impactos diretos e indiretos no setor.


 2020 seria um grande  ano para o Turismo nacional. Com mais de 10 feriados prolongados, o setor esperava com grande expectativa este ano. Porém, com a pandemia e as atividades do setor suspensas, os gestores públicos e os empresários têm a oportunidade de repensar a atividade no pós-pandemia e realinhar o setor com essa nova ordem mundial.


Nesta nova ordem mundial pro Turismo, que é o "novo normal" em que vivemos, foi constatado que o Turismo Doméstico estará em alta, com grande aquecimento. As cidades com atrativos turísticos próximas às capitais sairão em vantagem, afinal, as agências de viagem que trabalham com Turismo Emissivo deverão ter grande dificuldade de captar clientes para irem pro exterior exatamente por conta dos protocolos de segurança. Esses protocolos e normas de segurança serão, inclusive, fundamentais para a escolha do destino. Aqueles que estiverem de acordo com as normas, seguindo os protocolos e passando segurança para o turista no pós-pandemia, de fato, sairão na frente.


Nesse cenário, a Região dos Inconfidentes e outras regiões próximas a capital Belo Horizonte, serão beneficiadas por este Turismo Doméstico. As viagens de carro possibilitarão novas experiências ao longo do percurso ao seu destino final, bem como a oportunidade  de descoberta de outros atrativos que normalmente ficam nos distritos dessas cidades.


Durante a pandemia as pessoas têm passado por um processo de autoconhecimento e de entendimento do mundo, planejando uma nova forma de viver no pós-pandemia e isso afeta diretamente as viagens. Grande parte dessas pessoas, até mesmo por sua própria segurança, deverão preferir destinos ligados ao Ecoturismo, Turismo Rural, Turismo Cultural, entre outros, em que haja uma maior troca de conhecimento de uma maneira sustentável e evitando grandes aglomerações. E mais uma vez, Minas Gerais pode ser redescoberta através dos seus parques naturais - estaduais, municipais ou federais, por seus "mares de morros", trilhas de curta e longa distância, gastronomia tradicional local e outros.


É a hora dos municípios em conjunto com seus programas de regionalização e Estado reprogramarem o Turismo de Minas Gerais com um planejamento feito em conjunto e um marketing muito bem elaborado, transmitindo segurança e bem-estar aos seus futuros visitantes no "novo normal".

No que tange o mundo dos eventos, principalmente o mundo de Turismo de Eventos e Negócios, o meio virtual será a grande ferramenta do setor. Com a paralisação das feiras de negócios, a internet por meio de suas plataformas digitais se tornou a principal vitrine comercial. O contato com agentes de viagens, setor hoteleiro, gastronômico e etc, será através de reuniões, palestras por meio de vídeo conferência. Além disso, o setor pede inovação. Inovar será necessário para atrair público para o seu evento. Algumas novas práticas já vem sendo utilizadas, como os eventos feitos por drive-thru: casamentos, festivais de cinema e teatros de arena. E por fim, mas não menos importante, o planejamento não será mais o mesmo. Enquanto antes da pandemia "trocávamos a roda do carro andando", hoje ,com o setor paralisado, temos a oportunidade única de planejar e "trocar a roda com o carro parado". É a hora dos municípios em conjunto com seus programas de regionalização e Estado reprogramarem o Turismo de Minas Gerais com um planejamento feito em conjunto e um marketing muito bem elaborado, transmitindo segurança e bem-estar aos seus futuros visitantes no "novo normal".




Criado a partir do desejo de colocar em prática um fazer jornalístico verdadeiro, o Ângulo é um portal de notícias focado na região de Mariana, Ouro Preto e Itabirito. A história do veículo de comunicação se mescla com os anseios e missões de sua fundadora, que busca trazer novos ares para a mídia na cidade.

Aqui a missão é ser referência em notícia e se mostrar como um portal moderno, com visões amplas dos mais diversos lados das histórias e sujeitos.

  • Branca Ícone Instagram

© 2020 por Mariana Viana